Visitas: 23
0 0
Tiempo de lectura:2 Minutos, 3 Segundos

Por Lucía Wasserman

Quando vieres dormir comigo,

Será numa noite de verão.

Uma noite de lua cheia.

Passaremos a noite num Hotel de luxo a beira mar,

E do nosso alto terraço, avistaremos o mar, as montanhas e a fronteira

Com as duas bandeiras esteadas, dançando ao sabor do vento.

E a hora combinada, seus delicados dedos

Baterão a minha porta,

E voce entrará hesitante, tímida, misteriosa, sorridente,

e eu serei envolvido pelo seu perfume.

Costumeiro, e seu cabelo sedoso, ainda humido e desfeito,

Temperado com sais orientais de um banho de emersão.

E voce vestirá a veste negra longa e transparente,

Que cobrirá as curvas do teu belo corpo nu, e esculpido

De seios firmes e mamilos petulantes, e de longas

Pernas fortes coroadas de uma pluma escura,

Que encobre seu sexo cobiçado.

Nos beijaremos apaixonadamente.

Sentiremos o sabor quente de nossas linguas,

e entre taças de champagne gelado,

Sairemos ao terraço, apreciaremos a vista, o mar cor de anil,

As montanhas que circundam a antiga Ácaba, e a lua que

desperta é uma bola gigante.

Felizes, um tanto embriagados, riremos com prazer.

Trocaremos beijos de amantes que saciam a sede de um amor

contido, proibido.

Abraçados, daremos passos que nos levam frente ao grande leito conjugal,

E sobre lençois alvos como neve, desvistirei sua veste, e esta cairá sobre

nossos pes.

Extasiado frente a seu lindo corpo nu,

Liberarei-me de minha roupa e tentarei

Acalmar meu sexo indomável.

E voce se entregará toda a mim, livre e espontanea.

E eu a envolverei em meus braços e voce me correspoderá e atenderá

A meus desejos e estravagancias. E nos dois explodiremos

Em onissonos guturais, e flutuaremos nas asas do prazer.

Um prazer estonteante!

E a lua cheia que brilhou e nasceu trás a montanha,

Segue seu percurso noturno mergulhando no mar.

E nossos corpos nus saciados e entrelaçados

Dormem o sono dos justos.

E mais um pouco ouviremos o primeiro cantar dos pássaros.

E sem que eu note, voce reunirá seus poucos pertences,

Ha que se apurar. Não deixar sinais, não deixar vestigios.

E antes de nos separarmos,

nos despediremos com mais beijos e abraços sensuais,

o corpo pedindo um novo “round”,

Impossivel! Nos despediremos, prometendo e já sonhando

com os futuros encontros.

No cafe da manhã nos olharemos de longe. Seremos dois estranhos.

Sentaremos em mesas separadas.

E no Lobby do hotel, ja de malas prontas, aguardaremos o taxi

que nos levará a nossos diferentes destinos.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
100 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
100%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

One thought on “Amores secretos

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *